Vereadora destaca ações do seu mandato e critica prefeito por vetar projeto que garante diagnóstico e tratamento da trombofilia

Na tribuna, Raíssa Lacerda (PSD) também revelou o destino de suas Emendas Impositivas para o orçamento de 2019

Texto de Paulo de Pádua - Fotos de Olenildo Nascimento - 26/12/2018

A vereadora Raíssa Lacerda (PSD) também ocupou a tribuna da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), nesta quarta-feira (26), para prestar contas de algumas ações do seu mandato e reclamar do veto do prefeito Luciano Cartaxo ao Projeto de Lei Ordinária (PLO), de sua autoria, que garante a prevenção, diagnóstico e o tratamento para a trombofilia nas mulheres em gestação.

Ela destacou algumas emendas impositivas, colocadas no orçamento anual de 2019, para os Hospitais Laureano (R$ 100 mil); São Vicente de Paula (R$ 100 mil); Padre Zé (R$ 50 mil); o Instituto Felipe Kumamoto (Memorial São Francisco), de R$ 150 mil; a Casa da Criança com Câncer (R$ 100 mil); além da Associação Promocional do Ancião Dr. João Meira de Menezes (Aspan), no valor de R$ 64 mil.

Raíssa lembrou da época em que o prefeito não concordou com as Emendas Impositivas e questionou o por quê dessas emendas ainda não terem chegado aos seus destinos, mesmo sendo regidas por lei. “Quando nós elaboramos as leis, isso é feito com nossa assessoria jurídica”, afirmou.

A parlamentar contou que seu projeto de lei, aprovado pela Casa, sobre a trombofilia teve uma repercussão positiva no âmbito estadual e nacional.

No seu pronunciamento, ela lamentou que o prefeito tenha passado do prazo, que era até o dia 19, para sancionar o projeto e ainda tenha encaminhado à Casa um veto à matéria, retroativo a essa data.

Raíssa Lacerda admitiu que vai propor uma audiência pública assim que os trabalhos legislativos do próximo ano tiverem início para debater, com autoridades da saúde, o tema e tentar derrubar o veto do Executivo.

Vereadores aparteiam discurso

Os vereadores Leo Bezerra (PSB), líder da oposição, e Humberto Pontes (Avante), apartearam o pronunciamento de Raíssa. Leo disse que o projeto da colega obteve o reconhecimento no Estado e no País. Ele destacou que vários especialistas de renome não parabenizaram apenas a vereadora pela inciativa, mas a Câmara Municipal de João Pessoa, de um modo geral. Pontes classificou Raíssa como sendo uma guerreira e uma mulher autêntica.

Tags: , , , , , , , , , , .

Notícias Relacionadas

Na tribuna da Câmara, vereador aborda participação em ações da Gestão Municipal
O vereador Humberto Pontes (Avante) falou sobre sua participação no lançamento da edição 2019 da campanha ‘Seu Imposto Pode Render Sorrisos’ e na inauguração da Praça Cidade Colibris
Vereador afirma que reverteu ‘fake news’ sobre seu mandato e cobra audiência com Prefeitura para falar sobre Saúde
Leo Bezerra (PSB) alegou erro de informação em matéria publicada em blog da Capital e cobrou respostas da Prefeitura na área da Saúde
Vereador comemora início das obras do Parque Ecológico do Sanhauá
O líder da bancada de situação, Milanez Neto (PTB), destacou que a revitalização valoriza o Centro Histórico da Capital
Vereador pede mais políticas públicas e melhor acolhimento de pessoas com Síndrome de Down
Marmuthe Cavalcanti (PSD) defendeu a necessidade de ampliar as iniciativas voltadas ao bem-estar e atendimento especializado das pessoas com a Síndrome
Audiência Pública: CMJP debate queda de energia na orla marítima
Comerciantes de Tambaú e Cabo Branco reclamaram do serviço e Energisa apresentou propostas para solucionar os problemas
Título de cidadania pessoense ao Presidente da República é aprovado na CMJP
Honraria proposta pelo vereador Carlão (DC) foi aprovada por maioria, durante votação desta quarta-feira (20)