Parlamentar comemora convocação de candidatos ao Curso de Formação de Oficiais da PM para exame físico

Carlão (DC) foi o sexto orador a se pronunciar na tribuna da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) nesta terça-feira (14)

Por Clarisse Oliveira

Fotos Olenildo Nascimento

14/05/2019

O vereador Carlão (DC) comemorou, na sessão ordinária desta terça-feira (14), a convocação de candidatos ao Curso de Formação de Oficiais da Polícia Militar do Estado da Paraíba para a realização do exame físico. O parlamentar afirmou que houve uma falha no edital que fez com que muitos candidatos fossem considerados inaptos para o teste físico, mas que o erro foi reparado com a convocação.

“O concurso público foi feito de forma atabalhoada e com falta de zelo. Assim, desconsideraram grandes profissionais no exame toxicológico. Tiraram mais de 64 pessoas da concorrência, alegando que eles não tiveram testemunhas na realização do exame. Mas, a posição do Governo foi revista, já que eles tinham errado. Então, decidiram chamar os candidatos para a próxima etapa do certame”, explicou o vereador.

Carlão ressaltou que tem o dever de pontuar o que encontra de errado, mas também de ressaltar grandes gestos realizados. “É isso que se tem de grande na sabedoria do fazer político, rever os atos quando há erro. Parabenizo o governador por ter feito o chamamento desses candidatos que, de forma injusta, foram desclassificados do certame”, declarou.

A vereadora Eliza Virgínia (PP) afirmou que viu uma denúncia de que o Instituto Médico Legal da Paraíba (IML) estava sem reagentes. “Espero que, além dos recursos humanos contratados, insumos sejam adquiridos”, destacou a parlamentar. Ela informou ainda que o Presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), sancionou lei que permite a delegados ou policiais afastarem agressores de mulheres vítimas de violência, mesmo sem o aval da Justiça.

“Espero que haja um reconhecimento. Assim como tive a ombridade de parabenizar uma política de esquerda, as pessoas deveriam reconhecer muitos atos benéficos que este Governo Federal vem fazendo. Com essa lei, ganha a mulher, principalmente aquela que sofre ameaça. Temos que diminuir esse grande índice de feminicídio e mudar nossa cultura para uma que defenda a mulher, uma em que o homem não use sua força física contra a mulher. Não podemos nos calar diante de homens covardes”, declarou o vereador Carlão.

Notícias Relacionadas

‘Dia Mundial de Conscientização sobre a Doença Falciforme’ é lembrado na tribuna da CMJP
Sandra Marrocos (PSB) também repercutiu nova troca de mensagens atribuídas a procuradores da Operação Lava Jato e ao ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, divulgadas pelo site The Intercept
Estudantes recebem certificados de conclusão do estágio-visita ‘Aprendiz de Vereador’
Duas turmas foram concluídas durante o primeiro semestre de 2019
Vereadores prestam solidariedade aos desabrigados do bairro São José
Prefeitura disponibilizou equipes de saúde para atender famílias alojadas em escola pública municipal
LDO para 2020 recebe parecer favorável da Comissão de Finanças e Orçamento
Os parlamentares ainda aprovaram os pareceres favoráveis de mais cinco projetos de lei do Executivo Municipal e outro de autoria da Mesa Diretora da CMJP
Audiência Pública: CMJP discute o combate às drogas lícitas e ilícitas
O evento, que foi presidido pelo vereador Carlão (DC), contou com a presença de integrantes da comunidade terapêutica Fazenda da Esperança
Vereador de oposição critica Gestão Municipal e líder da situação rebate
Os vereadores Leo Bezerra (PSB) e Milanez Neto (PTB) usaram a tribuna da Casa, na sessão ordinária desta quinta-feira (13), para debater sobre as ações da Prefeitura da Capital