Parlamentar presta solidariedade à categoria dos policiais civis

Humberto Pontes (Avante) prestou solidariedade à família do investigador criminal João Roberto Leandro Moreno, que cometeu suicídio na última segunda-feira (11)

Por Damião Rodrigues

Fotos Olenildo Nascimento

13/03/2019

O vereador Humberto Pontes (Avante) usou a tribuna da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), na manhã desta quarta-feira (13), para prestar solidariedade à família do investigador criminal João Roberto Leandro Moreno, que cometeu suicídio na última segunda-feira (11). O criminalista estava lotado na sede da 3º Delegacia Regional da Polícia Civil, da cidade de Patos.

“É mais um caso de suicídio de policial civil nessa região, sendo o terceiro em menos de dois anos. Não vi os órgãos de direitos humanos e o Governo de Estado se pronunciarem sobre isso”, lamentou o parlamentar.

De acordo com o vereador, João Roberto estava afastado da profissão por licença médica, devido ao estresse e à depressão decorrentes do trabalho exaustivo, assédio moral e perseguição, relatados por ele em vídeo. “A falta de respeito e valorização dos nossos policiais civis e o assédio moral são casos cada vez mais comuns entre os trabalhadores da segurança pública da Paraíba, homens e mulheres que lutam e defendem nossa sociedade, pondo em risco suas próprias vidas”, evidenciou.

Humberto Pontes alertou que a categoria sofre com casos de transferências injustificadas, e que vem lutando por condições dignas de trabalho, em substituição às situações precárias atuais. O parlamentar solicitou melhores estruturas para as delegacias, equipamentos de proteção pessoal e acompanhamento psicossocial do efetivo policial, que, segundo ele, deve ser disponibilizado pelo Governo a todo e qualquer agente de segurança pública do Estado.

“A valorização dos que integram as instituições policiais é um dever da administração pública. São profissionais que vivem sob pressão da instituição e da sociedade, e que jamais se omitem de defender a população. Não queremos policiais mortos para dizerem que são heróis. Comemoro, agora em março, 30 anos de serviço na Polícia Civil. Penei durante 12 anos como perito, e trago comigo o trauma dos choros. Precisamos tratar nossos policiais com atendimento psicológico e psiquiátrico”, defendeu o vereador.

Humberto Pontes ainda destacou que os policiais civis sequer possuem o benefício de plano de saúde, e que quando se licenciam para tratamento sofrem com a redução do salário, atualmente defasado.

Em apartes, os vereadores Marcos Henriques (PT), Thiago Lucena (PMN), Milanez Neto (PTB), Lucas de Brito (PV) e Helena Holanda (PP) corroboraram com as palavras de Humberto Pontes e elencaram diversos problemas na segurança pública do Brasil, tais como a falta de efetivo adequado para garantir uma sociedade segura e o assédio moral sofrido por policiais, que muitas vezes são transferidos para regiões distantes por querelas com personalidades influentes.

Notícias Relacionadas

Vereadores prestam solidariedade aos desabrigados do bairro São José
Prefeitura disponibilizou equipes de saúde para atender famílias alojadas em escola pública municipal
CMJP realiza audiência pública para discutir sobre redução de verbas na Educação
Representantes da UFPB, IFPB, TCU e entidades de luta de classe participaram do debate
Vereador de oposição critica Gestão Municipal e líder da situação rebate
Os vereadores Leo Bezerra (PSB) e Milanez Neto (PTB) usaram a tribuna da Casa, na sessão ordinária desta quinta-feira (13), para debater sobre as ações da Prefeitura da Capital
Parlamentares pessoenses divergem sobre greve geral desta sexta-feira (14)
Marcos Henriques (PT) afirmou que a greve representa a luta contra a Reforma da Previdência e os cortes da Educação. Carlão criticou o que considera um “movimento ideológico esquerdista, orquestrado pelo PT e a CUT”
CCJ aprova criação de funções de diretor pedagógico e administrativo na gestão escolar municipal
Proposta sugere que cada unidade seja administrada por dupla de profissionais efetivos, com dedicação exclusiva
Presidente da CMJP recebe visita de promotores de Justiça e deputados estaduais
Autoridades conversaram sobre a importância da boa relação entre os poderes constituídos para alcançar melhorias para a qualidade de vida da população